Saúde,Tecnologia

5 nutrientes essenciais na gestação

A gravidez é um período de intensa transformação e adaptação para as mulheres. Durante o período gestacional, é essencial que as mulheres priorizem a adoção de hábitos saudáveis. Nutrientes como vitamina D, ácido fólico, zinco e magnésio são de extrema importância para esse período.

O corpo da gestante passa por grandes mudanças para o crescimento do feto e para o parto, por isso, cuidar da saúde é primordial para a formação do bebê, além de acelerar o metabolismo materno.

Uma prática essencial na gravidez é manter uma alimentação equilibrada e rica em nutrientes, sem deixar de lado o sabor, é claro. Inclusive, o Ministério da Saúde afirma que o consumo de vitaminas e minerais garante uma boa formação física e cerebral do bebê, prevenindo, também, doenças nas gestantes, como diabetes e anemia. Então, neste texto, você descobrirá quais são os nutrientes essenciais que não podem faltar nos pratos de mulheres grávidas. 

1 – Ácido Fólico 

Também conhecido como vitamina B9, é indispensável durante os primeiros meses de gestação. O ácido fólico é responsável pela formação do tubo neural do bebê, diminuindo os riscos de malformação. Posteriormente, esse tubo se transformará no sistema nervoso central, que dará origem ao cérebro e à medula espinhal no primeiro mês do bebê no útero. O ácido fólico é fortemente recomendado no início da gestação pois é nesse período que ocorre a formação de futuros problemas decorrentes da baixa ingestão de vitaminas e minerais essenciais na gravidez.

Além da suplementação, é possível encontrar o ácido fólico nos seguintes alimentos: 

  • Beterraba;
  • Pão, massas, arroz;
  • Feijão, lentilha, grão-de-bico, ervilha;
  • Flocos de milho e de aveia;
  • Fígado de galinha ou de boi;
  • Espinafre, couve, brócolis;
  • Laranjas, toranjas.

2 – Vitamina D

Já falamos sobre a vitamina D aqui no blog e não podemos deixar de citar a importância desse nutriente durante o período gestacional. O grande atributo da vitamina D é oferecer proteção para a bolsa amniótica e placenta, minimizando as chances de rompimento da bolsa e fortalecendo a eficácia placentária no fim da gestação. A vitamina D também contribui para a formação dos ossos e dentes do bebê. Esse nutriente também pode ser adquirido por meio de suplemento e alimentos como:

  • Óleo de fígado de bacalhau;
  • Ovos;
  • Suco de laranja;
  • Manteiga;
  • Atum e sardinha em lata;

3 – Zinco

Além de auxiliar no bom desenvolvimento neurológico, o zinco é um mineral que também contribui no cognitivo do bebê. Quando insuficiente, pode ocasionar o retardamento do crescimento e da formação de neurônios. O consumo de zinco durante a gestação, além de ser excelente para os requisitos citados acima, auxilia na manutenção do sistema imunológico. O zinco é um mineral que não só ajuda na saúde do bebê, mas também contribui ativamente no organismo da mãe, atuando em diferentes processos biológicos: metabolismo dos carboidratos e gorduras, síntese de proteínas, divisão celular e outros. 

Onde encontrar zinco:

  • Semente de linhaça;
  • Castanhas, amendoim, amêndoa, nozes;
  • Leite e derivados;
  • Carnes, peixes e ostras.

4 – Magnésio

Importante na prevenção da pré-eclâmpsia (que pode levar ao parto prematuro, sofrimento fetal ou atraso intrauterino), o consumo de magnésio durante a gravidez também ajuda na regulação dos níveis de açúcar e insulina no sangue e formação dos tecidos. Esse nutriente também pode ser capaz de combater o cansaço, câimbra e azia, favorece o crescimento e desenvolvimento do feto e previne contrações uterinas antes da hora. 

O magnésio está presente em alimentos como:

  • Abacate;
  • Banana;
  • Feijão;
  • Espinafre;
  • Tofu;
  • Cereais Integrais;
  • Avelã, amendoim.

5 – Ferro

Esse mineral atua na manutenção de um sistema imunológico saudável e auxilia no processo de levar o oxigênio para as células do corpo através da proteína do sangue. Durante a gestação, a quantidade de sangue aumenta consideravelmente, sendo assim, a ingestão de ferro se torna mais do que fundamental. Importante para a formação do sistema nervoso do bebê, sua deficiência pode causar prematuridade e disfunções na organização nervosa. 

Alguns alimentos ricos em ferro:

  • Fígado;
  • Pão integral;
  • Cereais Integrais;
  • Feijão;
  • Grão de soja;
  • Espinafre;
  • Couve;
  • Rúcula;
  • Agrião.

Todos esses nutrientes que foram citados, aliados a um acompanhamento pré-natal correto e outros hábitos essenciais, são excelentes para levar uma gestação saudável. Além de encontrá-los em alimentos, você também pode suplementar a alimentação, otimizando as propriedades benéficas no organismo. Imagina só se encontrasse uma inteligência artificial que auxiliasse na hora de selecionar quais substâncias ingerir no dia a dia? Nós tornamos isso realidade. Responda o questionário e se surpreenda!

Você também pode gostar...