saúde dos olhos
Saúde

Saúde dos olhos: 13 dicas rápidas para começar a cuidar das suas vistas

Muito se fala em saúde e em qualidade de vida. Mas e especificamente sobre a saúde dos olhos? Você tem consciência do quanto eles são importantes no nosso dia a dia? 

É imprescindível cuidar com frequência da saúde dos olhos. Isso inclui visitar o médico pelo menos uma vez por ano, independentemente de idade, e não apenas quando há algum incômodo na região. Caso exista qualquer problema aparecendo, o diagnóstico precoce pode fazer toda diferença.

Vitaminas para olhos: https://www.becaps.life/vitaminas/capsulas-para-visao-e-olhos

Pode parecer bobagem, mas a verdade é que o mundo está tendo cada vez mais pessoas com deficiências de visão por simples negligência e, até mesmo, pelo aumento da expectativa de vida: se a população vive mais, precisa cuidar ainda mais dos olhos. 

Um estudo(1) do Vision Loss Expert Group lançado em 2020 estima que, no mundo, até 2050, 61 milhões de pessoas desenvolverão cegueira, 474 milhões terão deficiência visual moderada a severa, 360 milhões estarão com deficiência visual leve e 866 milhões terão presbiopia não corrigida, a chamada vista cansada – que acomete pessoas, em geral, acima dos 45 anos de idade. 

No texto em que falamos sobre a luteína, um fitonutriente que atua diretamente na saúde dos olhos, principalmente da mácula –, nós abordamos a importância de manter uma alimentação saudável. Isso influencia diretamente as boas condições da nossa visão, mas há diversos hábitos simples, que podem ser inseridos na rotina, que ajudam na prevenção de doenças e síndromes.

Por isso, separamos uma lista com 13 hábitos saudáveis para você começar a cuidar melhor da saúde dos seus olhos hoje mesmo.

1) Consulte um oftalmologista

Doenças como glaucoma, degeneração macular e retinopatia diabética não manifestam sintomas iniciais e se instalam de forma silenciosa. Nestes casos, só exames podem traçar um diagnóstico precoce. Por isso, o oftalmologista deve fazer parte da lista do checkup anual. 

Recomendações: Ômega Vision uma poderosa vitaminas para os olhos

Além disso, é muito importante você conhecer seu histórico familiar. Caso algum parente tenha qualquer doença nos olhos, o médico deve ser informado.

2) Evite coçar os olhos

Você sabia que pode deslocar sua retina se coçar com muita força? E o descolamento pode causar a cegueira daquele olho? 

Lesões, danos à córnea e até outros problemas mais graves como infecções por bactérias são algumas das condições que o simples ato de coçar os olhos pode provocar. Isso porque nossa mão e unhas, em geral, estão sujas e a área dos olhos é extremamente sensível. 

Por isso, se for colocar as mãos nos olhos, faça uma boa higiene antes. Mas, mesmo assim, o ideal é evitar coçar. Se estiver com muito incômodo, piscar diversas vezes pode ajudar a eliminar qualquer organismo que tenha entrado nesta área. Outra alternativa é limpar com água.

3) Tenha cuidados com a maquiagem

O produto pode obstruir os poros e causar inflamação na região. Também não empreste maquiagem pois, caso a outra pessoa tenha algum problema nos olhos, como uma conjuntivite, o compartilhamento dos itens pode causar transmissão de uma pessoa para outra. 

Os pincéis de maquiagem devem ser lavados constantemente e maquiagem fora do prazo de validade ou que não tenha sido dermatologicamente testada não devem ser usadas nunca.

4) Lave bem os olhos

O ideal é que a região dos olhos seja lavada uma vez ao dia, mesmo sem o uso de maquiagens. Isso ajuda a remover impurezas e secreções.

5) Não use óculos de outra pessoa

Óculos são de uso individual. O que é bom para uma pessoa pode não ser para outra. Usar óculos que não tenham sido prescritos para você pode causar dores nos olhos e de cabeça e tonturas, além de piorar a visão.

6) Use óculos de sol

Mesmo em dias nublados, óculos de sol são importantes para proteger a  visão dos raios UVA e UVB.

Raquel Awade

Nutricionista graduada pelo Centro Universitário São Camilo em 2006.
Aprimorada em Transtornos Alimentares pelo Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas- USP (AMBULIM).
CRF-SP 28.309
@nutri.raquelawade

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.